Archive for janeiro, 2013

A importância do carboidrato como fonte de energia


Paes

Nosso organismo funciona semelhante a um carro: precisamos dar o “combustível” para que ele funcione. O nosso “combustível” são os alimentos, a partir deles produzimos a energia necessária para mantermos nossa respiração, nosso coração batendo e também para as atividades físicas, e atividades que exigem um bom funcionamento do nosso cérebro.

Parece simples, basta se alimentar e já fornecemos energia? Não. Da mesma maneira que um automóvel funciona com combustíveis específicos, nosso organismo também necessita de alimentos específicos para gerar energia e a principal fonte são os carboidratos. Aquele mesmo, que as pessoas costumam eliminar sem pensar duas vezes quando resolvem iniciar uma dieta – sem orientação – para emagrecer.

O que acontece quando eliminamos o carboidrato da dieta? Nosso organismo irá procurar outras fontes de energia: proteínas e gorduras. Então vc deve estar se perguntando: e qual seria o problema? Não seria interessante queimar as gorduras em excesso? Não é isso que se deseja quando se faz uma dieta para emagrecer?

Retirar os carboidratos da alimentação é bem mais complexo para o nosso organismo do que parece. Para entender um pouco, citarei dois pontos importantes:

1- Quando o organismo passa a utilizar a gordura como fonte de energia, ele também produz substâncias indesejáveis, que são tóxicas ao nosso organismo, os corpos cetônicos. O nome lembra acetona? Pois ela é um deles. Se não faz bem cheirar a acetona, imaginem tê-la circulando no sangue!

2- As proteínas também serão utilizadas como fonte de energia e assim se perderá músculos, pois não temos como falar pro nosso corpo “olha, queima só as gorduras, deixe os músculos intactos, ok?”

Mas então por que engordamos comendo carboidratos?

Não engordamos simplesmente por ingerir carboidratos. Engordamos por ingerir uma quantidade excessiva de carboidratos, proteínas e gorduras num mesmo dia, sem gastar a energia excedente. Quando ingerimos qualquer um desses macronutrientes em excesso, aí o organismo só escolhe uma opção: fazer gordura.

Arroz integral

Assim, quando se pensa no carboidrato da dieta, o importante não é eliminá-lo, mas saber escolhe-lo. Então algumas recomedações:
– opte pelos alimentos integrais (arroz integral, pão com farinha integral, etc): são carboidratos que demoram mais para serem digeridos e fornecem, além de energia, vitaminas, minerais e fibras, estas importantes para ajudar a manter a saciedade (assim se ingere menor quantidade de alimentos, ou seja, menos calorias);

– evite alimentos ricos em açúcar como refrigerantes, balas e biscoitos recheados: estes carboidratos são absorvidos rapidamente pelo organismo, e assim, a sensação de saciedade não dura muito tempo;

– opte por apenas uma fonte de carboidrato nas suas refeições ou diminua o tamanho da porção: arroz, macarrão, batata, mandioca e farinha são todos fontes de carboidratos e muitas vezes vemos dois ou mais deles na mesma refeição, compondo mais da metade do nosso prato. Assim, se desejar ter duas fontes ou mais de carboidratos no mesmo prato, diminua o tamanho da porção, ao invés de uma colher de arroz, coloque meia, por exemplo.

*Texto de autoria própria. Caso o reproduza por completo ou em partes coloque os créditos e me informe.

Leia também: Não esqueça o feijão! e Só 15 calorias… mas e o resto?

Anúncios

07/01/2013 at 9:37 am 1 comentário


Tópicos recentes

Calendário

janeiro 2013
S T Q Q S S D
« jul   fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Acessos

  • 40,748 hits

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.


%d blogueiros gostam disto: